Malta - Supernova

Batman e Aranha: Julho nos Cinemas




"O Espetacular Homem-Aranha" e 
"Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge"

marcam a volta de dois dos principais heróis dos quadrinhos às telonas em 2012 e representam duelo entre dois impérios das HQs

Veja a seguir quem são os heróis, como aparecem no cinema e que desafios enfrentam com os novos longas.

Julho está chegando e traz com ele os novos filmes de uma adorada dupla de super-heróis. 

É um duelo que envolve dois impérios das HQs (que se desdobram em diferentes plataformas de entretenimento), milhões de dólares e, sobretudo, reputações.

O Homem-Aranha volta repaginado à linha de frente do estúdio Marvel no cinema (ao lado de X-Men e Os Vingadores).

Batman, que ostenta solitário o estandarte da editora DC, estreia sob a enorme expectativa de encerrar a aclamada trilogia de Chistopher Nolan.

As novas aventuras do homem-morcego, Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge (The Dark Knight Rises), chega aos cinemas brasileiros em 27 de julho, com Christian Bale no elenco e direção de Christopher Nolan, que comandou "Batman Begins" (2005) e "Batman: O Cavaleiro das Trevas" (2008).
Elenco: Christian Bale (Batman), Anne Hathaway (Mulher-Gato), Tom Hardy (Bane), Marion Cotillard (Miranda Tate), Joseph Gordon-Levitt (John Blake), Gary Oldman (Comissário Gordon), Morgan Freeman (Lucius Fox), Michael Caine (Alfred), Josh Pence  (jovem R'as al Ghul), Daniel Sunjata (um oficial de forças especiais), Diego Klattenhoff (um policial), Juno Temple (Holly Robinson), Nestor Carbonell (prefeito de Gotham), Chris Ellis (um padre), Brett Cullen (um juiz), Burn Gorman, Matthew Modine (Nixon), Tom Conti, Josh Stewart e a menina Joey King.

Com estreia prevista para 3 de julho, a história de Peter Parker tem versão em 3D e traz grandes novidades em relação ao anterior. A começar pelo protagonista, o ator Andrew Garfield ("A Rede Social"), que entra no lugar de Tobey Maguire.

O filme é focado na história de vida de Parker e em fatos não revelados de sua existência. Criado por um casal de tios (Sally Field e Martin Sheen), sempre acreditou ter sido rejeitado pelos pais. Então descobre uma misteriosa maleta que pertencia a seu pai, objeto que o conectará a um antigo sócio e será definitivo em sua vida e em sua forma de utilizar seus superpoderes.

QUEM É ESSE MASCARADO: O Homem-Aranha foi apresentado na revista Amazing Fantasy número 15, de agosto de 1962. Criação de Stan Lee (roteiro) e Steve Ditko (desenho), o personagem tem sob a máscara Peter Parker, adolescente órfão criado pelos tios que, após ser picado por uma aranha radioativa, adquire poderes como sentido de alerta e agilidade extrema. Adota a malha do Aranha para combater o crime em Nova York, com ajuda de artefatos como uma teia ultrarresistente – mas ganha a vida trabalhando como fotógrafo em um jornal.

FICHA CORRIDA NO CINEMA: O personagem estrelou diferentes séries de desenhos animados, apareceu em carne e osso num bisonho seriado de TV dos anos 1970 (com piloto e final exibidos nos cinemas brasileiros), mas só chegou com estilo à tela grande na trilogia de Sam Raimi (2002 – 2007) protagonizada por Tobey Maguire como Parker. Sucessos de bilheteria, os filmes, sobretudo os dois primeiros, foram bem recebidos pelos fãs e mantiveram o espírito dos quadrinhos com boas histórias, vilões carismáticos e ótimos efeitos especiais.

O NOVO DESAFIO: Em vez de seguir adiante, O Espetacular Homem-Aranha recomeça a saga do super-herói mostrando novamente sua origem (a picada da aranha etc). Marc Webb (de 500 Dias com Ela) dirige, e Andrew Garfield (de A Rede Social) assume o papel de Parker. Como diferencial, o filme investe na busca do herói por saber o que ocorreu com seus pais e numa velha paixão de Parker, Gwen Stacy (Emma Stone). O vilão da vez é Lagarto, alter ego do cientista Curt Connors (Rhys Ifans), antigo sócio do pai de Parker.

O PERIGO QUE ENFRENTA: Afora ser difícil de entender por que repetir a origem do Homem-Aranha, que o primeiro filme de Raimi mostrou 10 anos atrás, esse capítulo do passado de Parker nunca interessou muito no universo "clássico" das HQs. Ainda mais forçando a conexão familiar com a trajetória do Lagarto. Embora a desconfiança dos fãs mais íntimos do aracnídeo, as primeiras resenhas da crítica têm sido, na maioria, positivas. Destacam o carisma do novo elenco e os efeitos visuais turbinados pelo 3D.


Seguidores