Malta - Supernova

Esquente o Namoro

Sexo Quente em Todas  
as Fases do Namoro 

Quanto mais longo o seu namoro, maior o risco da vida sexual cair na rotina. Confira aqui como manter o sexo  SEMPRE quente. 
(Conteúdo da revista Nova) 

Entre quatro paredes, quase nenhum combustível é tão inflamável quanto um namorado novo. Nos primeiros meses, quando o corpo dele é um território a ser explorado, o sexo convida a várias expedições por noite. Mas, depois de seis meses, os hormônios costumam se aquietar para ceder espaço ao sentimento. Infelizmente, isso pode significar menos tempo na horizontal. 

A situação parece familiar? Não há razão para se sentir no caminho da castidade. Dá para conservar a paixão engatada em cada etapa do namoro com atitudes simples. 

Basta fazerem o que sexólogos chamam de "manutenção", um jeito de conduzir a relação em que o casal fica atento no dia a dia para não deixar a ignição do desejo falhar. A seguir, três programas essenciais.

6 MESES DE NAMORO 

Finalmente, ele é todinho seu. A euforia de um novo romance provoca aquele friozinho na barriga e eleva o apetite sexual. No entanto, depois de um semestre de muita ação, a paixão tende a ser substituída pela sensação de amor e conexão com o eleito. 

A transa pode baixar de temperatura, porém será emocionalmente completa. O problema é que as sessões de sexo selvagem, tão poderosas que vocês mal precisavam se encostar para a cama pegar fogo, começam a espaçar.


Manutenção já! - Encare o lindo como objeto do seu desejo

Você suspira com as cenas quentes das comédias românticas? Perto dos seis meses de namoro, a transa fica tão doce quanto. Mas, acredite, excesso de açúcar pode ser enjoativo. "Na verdade, uma relação sexual sem pudores, daquelas que mal dá para esperar chegar em casa, é tão importante para o relacionamento quanto aquela em que você olha nos olhos do parceiro", explica Linda Mona, psicóloga e diretora do site americano de brinquedos eróticos MyPleasure.com. 

Para manter a energia dos primeiros dias, uma ideia é mandar uma mensagem de texto para o gato durante o expediente dizendo que não vê a hora de colocar as mãos nele. E, se quiser chegar prontinha para a maratona entre os lençóis, procure se lembrar, durante a aula de pilates ou mesmo no trânsito, dos melhores orgasmos que teve. 

Depois, é só se concentrar no fator surpresa, que ajuda a recuperar a excitação dos primeiros encontros. Vale agarrar seu homem enquanto ele abre a geladeira, fazer companhia durante o banho ou voltar para casa mais cedo com um champanhe geladinho e duas taças lindas. 

1 ANO DE NAMORO 

Até os primeiros 12 meses, você só se sente completamente feliz ao lado dele. Após um ano, começa a ter necessidade de focar nos setores que foram negligenciados em nome da paixão. Resultado: menos pique para as sessões privês. 

Uma vez dentro de um namoro estável, o sexo deixa de ser prioridade - afinal, é possível fazê-lo quando quiser. Além disso, você já está acostumada com o corpo do seu amor e não se preocupa em explorá-lo como antigamente. O mesmo acontece com o homem. Talvez ele até queira transar mais vezes - mas, se não for agora, tudo bem. 

Manutenção já! - Programe um tempo para o sexo


É natural que, estando o namoro correndo bem, você volte a ter outros interesses - como ver os amigos, batalhar pela carreira, querer juntar dinheiro para comprar o apê - de tal forma que o sexo vá para segundo plano. 

Sendo assim, você e seu amor terão de se esforçar para encaixá-lo na agenda. Mesmo se nenhum dos dois estiver loucamente a fim, a partir do momento em que seu corpo roçar no dele, o cérebro deverá entrar na sintonia erótica. 

Então, em vez de se jogar no sofá e zapear os canais da tevê depois do trabalho, que tal atraí-lo para a cama assim que abrir a porta? Outra opção é ajustar o despertador dez minutos mais cedo para uma rapidinha. É ótimo incorporar essas escapadas à rotina, sem descuidar das preliminares, claro. Lembre-se: o sexo de manutenção não é para cumprir tabela, e sim para recalibrar o desejo. 

A PARTIR DE 2 ANOS DE NAMORO 

Após dois anos juntos, o casal acaba estabelecendo um padrão sexual. As chances de a vida entre os lençóis cair no piloto automático aumentam, pois um sabe exatamente do que o outro gosta na cama (ou pensa que sabe!). Para que ousar, não é? 

É aí que mora o perigo: nesse período em que a intimidade vira faca de dois gumes, as novidades entre os lençóis são essenciais para quebrar velhos hábitos, recarregar as baterias da libido, pôr aditivo nas fantasias. 

Manutenção já! - Invente formas de sair da zona de conforto


Se frases picantes não fizeram parte do seu vocabulário nesses dois anos, é hora de soltar o verbo nos ouvidos do seu amor. Pitadas de espontaneidade também caem bem, como escapar para o quarto durante uma festa ou transar no carro - ainda que seja na garagem do prédio. 

Vale dar segunda chance àquela posição que você morre de vontade de testar mas não acharam o encaixe perfeito da primeira vez. Apresentar acessórios (de lenço de seda a gel vaginal com sabor de pitanga) às preliminares de sempre pode provocar sensações inusitadas. O que importa é recriar a expectativa por novidades que existia até os seis meses de namoro, pois é garantido que elas rejuvenescerão o desejo que sentem um pelo outro.




Seguidores