Malta - Supernova

Leilão de Virgem Brasileira termina em R$ 1,5 milhão




A mãe de Catarina Migliorini, jovem que fez leilão da virgindade, recebeu com surpresa a notícia do fim dos lances, nesta quarta-feira (24). Ela está em Itapema, onde mora, e chegou a pensar que o 'fim' significasse que a filha tinha desistido do projeto. Por sugestão da garota e por opção, ela prefere não acompanhar o caso e a repercussão. A mãe também diz que não conhece as regras e que a partir de agora a filha ainda deve decidir o que vai acontecer. "Já fiquei muito chateada com isso e o que ela vai fazer não sei dizer direito. A decisão final é dela", afirmou a mãe.

Para a mãe, os motivos de Catarina para participar do leilão só a jovem pode responder. "Não foi por dinheiro. Ela nunca teve uma vida difícil, teve o que precisou. Ela disse que vai ajudar instituições de caridade e se ela disse isso, vai fazer isso", argumenta, e também reflete sobre a educação e o crescimento da garota, que podem explicar a decisão da filha.

"Ela entrou na 1ª série com 5 anos, enquanto as outras crianças tinham 7 e até 8 anos. Na adolescência, ela ainda brincava de bonecas quando as colegas já estavam namorando, porque eram mais velhas. Penso que isso pode ter atrapalhado o amadurecimento dela. A impressão que tenho é que ela vê isso como uma brincadeira, embora não seja mais criança. Fico refletindo se isso pode ter contribuído. Não faria mais isso, de deixá-la estudar tão cedo e com crianças maiores", lamenta.

Nesta quarta-feira (24), até as 11h, as duas ainda não tinham conversado, mas na terça (23), a mãe disse que ela estava muito calma, como sempre. "Ela ouve tudo e também dá muitos argumentos. Ela é muito inteligente, lê muito, é uma menina bacana e não está preocupada com o que os outros pensam. Se tem um objetivo, vai até o fim, por isso tento não pensar mais nisso, porque só ela mesmo pode decidir", afirmou a mulher, que chegou a viajar para conversar com a filha e tentar convencê-la a pensar melhor.

Segundo a mãe, a garota está na Austrália e há, inclusive, possibilidade de vir para o Brasil nos próximos dias. "Mas independente do que for, é minha filha e ela continua sendo a menina de sempre, que eu amo", afirma.

O leilão: O leilão pela virgindade da brasileira Catarina Migliorini terminou às 9h desta quarta-feira (24). O lance mais alto foi dado por um japonês, no valor de US$ 780 mil, o equivalente a mais de R$ 1,5 milhão. Na manhã desta quarta, a poucas horas do fim do leilão, seis pessoas disputavam a virgindade da garota no site 'Virgins Wanted'. Os lances foram alternados entre os seis: três americanos, um australiano, um indiano e um japonês. O japonês foi o autor do lance mais alto.

(Foto: Reprodução)


O site australiano foi divulgado ao público no dia 15 de setembro e a data prevista para o fim do leilão era 15 de outubro. Porém, o prazo foi adiado em 10 dias e os lances terminaram às 22h do Australian Eastern Standard Time [hora da região leste australiana], equivalente às 9h desta quarta-feira pelo horário de Brasília. 

De acordo com o regulamento, a primeira noite de Catarina está prevista para ocorrer 10 dias depois do fim do leilão, no dia 3 de novembro.


A garota é natural de Itapema, em Santa Catarina, e está na Austrália, para participar de um projeto que prevê o leilão e a gravação de um documentário sobre a preparação para o momento.

A primeira vez está prevista para ocorrer durante um voo que partirá da Austrália ou Indonésia para os Estados Unidos. Entre as regras que devem ser obedecidas pelo ganhador está o uso de camisinha obrigatório. "Ele também não pode me beijar, não pode realizar nenhuma fantasia, nem fetiche, nem usar nenhum brinquedo", explica ela. "O ato também não vai ser filmado", diz.

Entenda o caso:
Catarina Migliorini tem 20 anos e decidiu se inscrever em um concurso há dois anos. O produtor australiano Justin Sisely logo chamou a menina, então com 18 anos, para fazer um teste em vídeo. Depois, ela foi a escolhida para participar do projeto.

Em entrevista ao G1, a catarinense falou que decidiu tudo no impulso. "Eu era novinha e por ser virgem decidi me candidatar. Era uma oportunidade de viajar, conhecer novas culturas, mas não esperava uma resposta. Quando o diretor me escolheu, fiquei super feliz e decidi ir até o fim", diz.

As filmagens do documentário começaram há cerca de um mês. O vídeo vai registrar a história da jovem e os preparativos para o leilão, até o dia em que deve ocorrer sua primeira noite. "Eles filmam meu dia a dia, meu novos amigos, eu falando com a minha mãe, minhas reações", explica Catarina. 

O documentário ainda não tem previsão de lançamento.


6 comentários:

  1. Nossa é como diz a minha avó"esse mundo tá moderno mesmo" as prostitutas não precisam mais ir pra esquina,basta usar a internet.Jumento é esse que pagou essa fortuna por essa daí,que não vale milhões nem aqui nem na China!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é... eu fico até sem comentários com uma coisa destas!!!

      Excluir
    2. e muito burro essse cara eu nao do 1,00

      Excluir
  2. eu acho que ela nao esta fazendo mal a ninguem ,apenas juntou o prazer ao lazer tem muintas meninas que perdem a virgindade de graça, e depois se arrependem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é e ainda levou uma bolada!!! hehehehe... se virar moda vai ter muita menina fazendo a reconstrução da virgindade para depois leiloar... hehehe...por R$ 1,5 milhão!!!

      Excluir
  3. a mulher que se vende não vale o que paga ja dizia meu falçecido avo

    ResponderExcluir

Seguidores