Malta - Supernova

Qual a idade certa para colocar filhos na escola ou na creche?




Muitos pais se fazem as mesmas perguntas: 

Qual a idade certa para colocar nossas crianças na escola ou na creche? 

Há problemas em colocá-las cedo ou tarde demais? 

Qual a importância das atividades em grupo para minhas crianças?


Essas perguntas podem ser respondidas com um “depende” em relação à idade mínima para colocação na escola e na creche; um “depende” em relação a colocar-se cedo ou tarde e possíveis problemas relacionados a isso; e um “fundamental” em relação à importância das atividades em grupo para suas crianças.



O que deve determinar exatamente qual é a melhor idade para colocarem-se as crianças nas creches ou nas escolinhas é o estágio de desenvolvimento da criança e o estágio de segurança que os pais têm em relação a deixá-las sob cuidados de estranhos. Isso pode variar de faixa etária e depender de inúmeros outros fatores além da simples idade cronológica da criança.





Em média, as creches podem ser introduzidas na vida das crianças em torno dos seis meses até os três anos de idade. Depois disso; devemos escolher uma escolinha que iniciará nossas crianças no mundo do aprendizado e das atividades mais complexas.

Ao contrário do que se pode pensar; fazer com que uma criança inicie sua caminhada acadêmica muito cedo não representa qualquer prejuízo para ela. Muito longe disso, alguns pedagogos e estudiosos acreditam que um início prematuro pode representar uma grande vantagem para as crianças no futuro; ajudando a que elas desenvolvam mais rapidamente os laços sociais e os fundamentos para garantir uma boa aprendizagem e um aproveitamento melhor do que lhes for apresentado futuramente.

O importante é entender que as crianças se adaptam muito mais facilmente a essas novas situações do que as pessoas adultas e aprendem, rapidamente, a tirar o melhor proveito possível dessas experiências de vida. É claro que para essa experiência ser positiva e repleta de momentos de puro prazer; as escolas e creches escolhidas devem oferecer pessoal capacitado e treinado; ambiente limpo e bem cuidado e elementos mínimos que a possibilitem representar um lugar de proteção e de alento para seus filhos.

Por sua vez, crianças que entraram um pouco mais tarde na escola, não aparentaram qualquer problema na condução de sua aprendizagem e sua evolução acadêmica futura. O único prejuízo nesses casos é meramente cronológico; tendo em vista que, ao começarem mais tarde, fatalmente terminarão mais tarde.

Também é fundamental que os pais entendam o fato de que seus filhos necessitam de um contato com mais pessoas e de atividades em grupo à medida que vão crescendo e se desenvolvendo. Esse contato representará uma melhoria em suas condições de interagir com a sociedade e contribuirá para a formação intelectual, social e psíquica de suas crianças; sendo de vital importância para elas e para a formação de adultos sadios e plenamente capazes de manterem-se numa sociedade competitiva e impaciente como a nossa.

Ter em mente que, antes de qualquer coisa, o mais importante é respeitar os limites e compreender os anseios de suas crianças é a condição fundamental para que essa difícil equação seja resolvida com sucesso e plenamente transformada em uma situação de ganho mútuo e de boas recordações para você e para suas crianças.

fonte: www.saudebeleza.org/saude-crianca/melhor-idade-filhos-creche-escola/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores